meu superpoder

Sempre me achei uma pessoa diferente das outras, assim como na história de todo mutante ou super-herói, cresci com um superpoder, mas sem saber ao certo como controla-lo.

Muitas vezes eu negava esse superpoder com medo de me expor, com medo de me abrir, de demonstrar tudo o que eu estava sentindo.

Esse medo me atormentava porque eu sabia que quando usava esse superpoder as pessoas se abriam para mim, falavam o que estavam sentindo abertamente e infelizmente eu pensava que isso era se tornar vulnerável.

Meu medo era de que outras pessoas também tivessem nascido com esse superpoder e usassem contra mim, me deixando vulnerável.

Agora entendo perfeitamente que utilizei as palavras incorretas para definir a mim mesmo e do que eu era capaz.

Confiança, entrega e amor. Essas três palavras eu não compreendia ao certo e julgava ser a tal vulnerabilidade.

Estou imensamente grato por me respeitar e saber do fundo do meu coração que sei respeitar o próximo.

Vou te ensinar como usar esse superpoder…

Quando estiver conversando com alguém, alinhe seu coração com o dela, de peitos abertos, não cruze os braços. Olhe nos olhos dessa pessoa e ouça o que ela está te dizendo.

Sim. Isto é um superpoder.

2 thoughts on “meu superpoder

  1. Brené Brown desenvolveu uma pesquisa sobre vulnerabilidade durante 12 anos e diz que essa condição não é uma forma de fraqueza, mas a melhor definição que poderíamos encontrar para coragem.
    Tem dois livros da autora que indico: A Arte da Imperfeição e A Coragem de Ser Imperfeito.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s